Seminário debate relações entre alimentação, câncer e conflitos de interesse

Seminário ocorre dia 9 de junho no Salão de Atos da UFRGS. (Divulgação)

O Núcleo Interdisciplinar de Prevenção de Doenças Crônicas na Infância da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) promove, dia 9 de junho, em Porto Alegre, a VII edição do Seminário Universidade e Escolas, que terá como tema “Alimentação, câncer e conflito de interesses”. O evento será realizado no Salão de Atos da UFRGS (Campus Central), a partir das 9h, com previsão de término para as 17h30min.

As relações entre a indústria alimentícia, a alimentação e o câncer serão debatidas em duas mesas redondas: “Alimentação x Câncer: você já pensou nisso?” e “Conflito de interesses: alimentação, nutrição, pesquisa e indústria. Como isso afeta você?”. Um dos principais eixos de atuação do Núcleo Interdisciplinar é a alimentação na primeira infância, que é quando se forma o hábito alimentar.

A programação também prevê uma palestra sobre “Os novos paradigmas de Comer, brincar e educar”, uma Tenda da Rotulagem, que prestará esclarecimentos sobre a nova proposta sobre a rotulagem dos alimentos que está sendo proposta para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Duas oficinas estão confirmadas: uma sobre “Alimentos Vivos” e outra sobre “Os vilões ocultos: açúcar e sal”.

Estão confirmadas as participações dos seguintes debatedores e debatedoras: Ana Paula Bortoletto, da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável, do Idec; João Peres, do site O joio e o Trigo; José Roberto Goldim, Medicina -UFRGS; Tânia Ramos Fortuna da Pedagogia – UFRGS; Maria Laura Louzada, da UNIFESP; Ronaldo Correa, do INCA – RJ; Sandra de Deus, da PROREXT – UFRGS.

As inscrições podem ser feitas no link https://goo.gl/4bWoCS ou, presencialmente, no dia do seminário, das 8 às 9 horas. Não será cobrada taxa de inscrição e será emitido certificado pela Pró-Reitoria de Extensão da UFRGS.

Anúncios

Sobre rsurgente

Jornalista, Porto Alegre (RS), Brasil.
Esse post foi publicado em Meio Ambiente, Saúde Pública e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s