A reforma trabalhista e o apoio oficial ao trabalho escravo

trabalhno-escravo1

“Movimentos populares resistirão a mais esse desmando típico de um Estado de exceção”. (Foto: Reprodução/MTE)

Anúncios
Marcar como favorito o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s