Guia Alimentar e novos paradigmas de comer e educar são temas de seminário e ciclo de cinema

Segunda edição do Guia foi lançada em 2014 pelo Ministério da Saúde, mas não teve grande divulgação nos meios de comunicação.

No dia 5 de novembro de 2014, o Ministério da Saúde lançou o novo Guia Alimentar para a População Brasileira, uma publicação destinada a promover a saúde e a boa alimentação, combatendo a desnutrição e prevenindo enfermidades em ascensão como a obesidade, o diabetes e outras doenças crônicas, como AVC, infarto e câncer. A nova edição do Guia recomenda cuidados e caminhos para se alcançar uma alimentação saudável, saborosa e equilibrada. Ao invés de trabalhar com grupos alimentares e porções recomendadas, o guia indica que a alimentação tenha como base alimentos frescos (frutas, carnes e legumes) e minimamente processados (como arroz, feijão e frutas secas), além de evitar os ultraprocessados (como macarrão instantâneo, salgadinhos de pacote, biscoitos recheadas e referigerantes).

As grandes indústrias transnacionais do setor da alimentação não gostaram muito da publicação, pois ela bate de frente com alguns de seus principais produtos. O Guia Alimentar tampouco teve divulgação por parte dos grandes meios de comunicação que tem, entre seus anunciantes, essas grandes empresas. Como resultado, pouca gente conhece esse trabalho, mesmo dentro dos cursos de Nutrição e Medicina. Quem quiser saber um pouco mais sobre essa publicação e seus objetivos tem uma dupla oportunidade esta semana, em Porto Alegre.

Ciclo de cinema ocorrerá na Sala Redenção, da UFRGS.

Na quarta-feira (21), inicia na Sala Redenção, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), o ciclo de cine-debates “Você tem fome de quê?”, que homenageia os 10 anos do Projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana de São Paulo. Pioneiro na discussão do tema da publicidade dirigida à criança, o projeto completou 10 anos de lutas em 2016 e originou um livro, Criança e Consumo, 10 anos de transformação, que será lançado no Salão de Atos da Reitoria da UFRGS, no dia 24 de junho, em ocasião do VI Seminário Universidade e Escolas. (Confira aqui a programação completa do ciclo)

O ciclo inicia com o documentário Criança, a alma do Negócio, de 2008, dirigido por Estela Renner, primeiro projeto audiovisual sobre o tema criança, consumo e publicidade no Brasil. O filme aborda os vários aspectos do consumismo na infância: erotização precoce, adultização, violência, stress familiar, obesidade infantil, diminuição das brincadeiras, consumo precoce de álcool e tabaco. O documentário Muito Além do Peso, do final de 2012, também tem direção assinada por Estela Renner. Ele apresenta vários relatos sobre os impactos da publicidade em crianças com vários graus de obesidade. Ambos os filmes contam com debate após as sessões com especialistas em saúde e direito da criança.

O terceiro filme, Apart Horta, de 2015, com direção de Cecília Engels, já participou de vários festivais e mostras de cinema nacionais e internacionais. O filme fala de alimentação saudável e propõe uma solução inesperada. Para o debate do filme, contaremos com a presença de sua diretora, Cecília Engels, nas sessões dos dias 22 e 23.

Seminário ocorrerá dia 24 de junho, no Salão de Atos da UFRGS.

No sábado (24), ocorre, das 9h às 17h30min, no Salão de Atos da UFRGS, a sexta edição do seminário Universidade e Escolas, que terá como tema “O Guia Alimentar e os novos paradigmas de comer e educar” A programação do evento inicia com o lançamento da “Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável”, e inclui palestras sobre educação nutricional. (Confira aqui a programação completa)

A educação nutricional será abordada nas palestras da professora Tânia Ramos Fortuna, da Faculdade de Educação da UFRGS, do nutricionista Rafael Rioja Arantes, do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutricional da UnB, e da cineasta Cecília Engels, diretora de “Apart Horta”, filme que trata do cultivo urbano de alimentos e de transformação social pela alimentação saudável. Destaque, também, para a homenagem ao Instituto Alana, cujo programa “Criança e Consumo” completa dez anos de defesa implacável dos direitos infantis, incluindo a luta contra a publicidade abusiva dirigida às crianças. Uma retrospectiva das suas conquistas é apresentada no livro “Criança e Consumo – 10 Anos de Transformação”, que será apresentado no evento.

As inscrições para o seminário são gratuitas, e podem ser realizadas pela internet até o dia 22/06, neste link. Quem não se inscrever antecipadamente poderá efetivar inscrição presencial, no dia do evento, das 8h às 9h. A coordenação do Núcleo e do Seminário é de Noêmia Perli Goldraich, da Faculdade de Medicina da UFRGS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s