Eleição na França será disputa entre austeridade e não austeridade, avalia jornalista

Anne Vigna: “A França já vive sob um regime de austeridade há muitos anos”. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

O bipartidarismo que marcou as dez disputas presidenciais da Quinta República Francesa, instaurada em 1958, pode ser rompido neste domingo (23), no primeiro turno da eleição que apontará o substituto (ou a substituta) do presidente François Hollande. Três das quatro candidaturas que lideram as pesquisas de intenção de voto não pertencem ao Partido Socialista ou aos Republicanos que dominam a vida política nas últimas décadas: Marine Le Pen, candidata da Frente Nacional (extrema-direita), Emmanuel Macron, do movimento En Marche, e Jean Luc Mélenchon (esquerda). François Fillon, candidato da centro-direita tradicional, ainda luta para tentar chegar ao segundo turno, enquanto Benoît Hamon, abandonado pelo próprio partido, vê seus votos migrarem rapidamente para a candidatura de Mélenchon. As últimas pesquisas apontam uma disputa muito acirrada e os analistas políticos franceses não se arriscam a prever quem passará para o segundo turno que será disputado no dia 7 de maio.

Na avaliação da jornalista francesa Anne Vigna, que vive no Rio de Janeiro desde 2012 e escreve para publicações do Brasil, França, Suíça, México e Bélgica, a economia será o tema decisivo da eleição deste ano. “A disputa será entre austeridade e não austeridade, lembrando que já estamos neste regime de austeridade há muitos anos”, assinala. Em entrevista ao Sul21, Anne Vigna fala sobre alguns dos principais temas que marcam a disputa eleitoral na França. Várias particularidades marcam a eleição deste ano, entre elas o fato de que o atual presidente, François Hollande, oficialmente, não tem candidato.

“Oficialmente, ele disse que só irá se pronunciar no segundo turno. Mas acho que nenhum dos candidatos está muito interessado em uma declaração de apoio do presidente. Mesmo assim, é impressionante que ele não apoie o candidato do seu próprio partido”, diz a jornalista. (Leia aqui a íntegra da entrevista)

Anúncios

Sobre rsurgente

Jornalista, Porto Alegre (RS), Brasil.
Esse post foi publicado em Mundo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s