Eles já estão passando

Penso nesse Pai da Pátria e penso em José Genoíno por ele condenado, entre tantos. Penso no Genoíno e na casa muito simples que comprou pelo BNH em 1982, no bairro do Butantã, em São Paulo. (Foto: Ayrton Centeno)

Penso nesse Pai da Pátria e penso em José Genoíno por ele condenado, entre tantos. Penso no Genoíno e na casa muito simples que comprou pelo BNH em 1982, no bairro do Butantã, em São Paulo. (Foto: Ayrton Centeno)

Por Ayrton Centeno

Quando soube que o semideus Joaquim Barbosa, depois de descer do Olimpo para nos redimir da imoralidade congênita, abriu empresas no paraíso fiscal das Ilhas Virgens Britânicas para comprar imóveis na Flórida, pensei na sua obra imorredoura no Supremo Tribunal Federal. Pensei: talvez não seja aquele Barbosa. Não seria outro Barbosa e se estaria imputando ao nosso Barbosa essa monumental barbosada? Pois, como todos sabemos, era o tal.

Barbosa, o Bom Menino da, com o perdão da palavra, revista Veja, pagou R$ 1,2 milhão na bucha por um apartamento no condomínio Icon Brickell, em badalado bairro de Miami. Em grana viva. É o que atestam os Panama Papers e publica o jornal Miami Herald, após imersão nos negócios nebulosos da Mossack Fonseca, mãe extremosa de 14 mil offshores. Entre as quais, a do querido Barbosa. E pensar que, como sequela do samba-exaltação que a mídia compôs e cantou diariamente para elevá-lo aos céus enquanto linchava suas vítimas, muitas almas cândidas chegaram a vê-lo presidente da República.

Desde 2012, este Templário da Lei, da Ética e dos Bons Costumes singra as águas financeiras do Caribe. Portanto – e não vi ninguém notar isto – dois anos antes de se aposentar do STF. O Diário Oficial publicou seu desligamento da corte somente no dia 30 de julho de 2014.

Ou seja, enquanto distribuía chicotadas morais, cíveis e penais no STF, o Imaculado Barbosão mantinha empresa nas Ilhas Virgens Britânicas, um dos raros – ou talvez o único – países do mundo em que a população de pessoas físicas é inferior a de pessoas jurídicas. Porque nesse lugar as empresas não existem fisicamente. São uma caixa de correio. São uma esperteza. São uma facilidade para malandros, para quem quer moleza com o fisco e especialmente para quem quer lavar dinheiro sujo: da corrupção, do narcotráfico, do tráfico de escravas brancas, do contrabando de armas, do terrorismo. E o ex-ministro nem piscou ao se embaralhar com gente desse naipe. E com ela permanece inabalavelmente misturado.

Ainda por cima, diz o Miami Herald, não existe evidência de que tenha recolhido o imposto devido pela aquisição do imóvel. Talvez tenha sido um lapso de memória em meio a tantas atribulações que, imagino, deve ter um ministro aposentado da alta corte. Significa que cometeu delito? Não. Significa que, ainda no STF, optou pelo rumo da parte mais podre da plutocracia nacional. Aquela que não receia abrir empresas de faz de conta em édens do dinheiro mal havido.

Penso nesse Pai da Pátria e penso em José Genoíno por ele condenado, entre tantos. Penso no Genoíno e na casa muito simples que comprou pelo BNH em 1982, no bairro do Butantã, em São Paulo. E que pagou em longas prestações mensais. Onde vive com a esposa Rioco e o filho Ronan e onde o entrevistei longamente em 2011, repassando sua jornada da camponês a estudante, daí a guerrilheiro preso e torturado, depois vendedor, professor de cursinho, deputado e presidente do Partido dos Trabalhadores.  Na pecinha minúscula dos fundos em que só cabem uma escrivaninha e duas cadeiras. Que transformou em escritório forrando suas paredes com prateleiras até o teto repletas de livros e CDs, confessadamente seu único sonho de consumo.

Penso nos 113 amigos e amigas que foram lhe entregar um painel coletivamente bordado no qual trabalharam durante dois meses e meio. Mostra uma bela revoada de pássaros multicoloridos. Penso na frase também bordada, que acompanha o voo do passaredo, uma receita do grande e sábio poeta gaúcho Mário Quintana para enfrentar os maus tratos da vida: “Eles passarão, eu passarinho”.

Eles já estão passando.

Anúncios

Sobre rsurgente

Jornalista, Porto Alegre (RS), Brasil.
Esse post foi publicado em Política e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Eles já estão passando

  1. Marcus disse:

    Incrível reflexão…
    Eu sou leitor e acredito em conspirações.

  2. Vera Raica disse:

    nao contando, que o conversa Afiada, colocou o cronograma dos acontecimentos, por example, no mesmo dia que entregou o Mensalao, ele abriu as empresas, para comprar o apartemento, voce pode ver a copia da escritura que diz que o valor do apartamento foi 10.00 dolares, mas ele pagou 335 mil dolares, em cash, los apos o fim do Mensalao….. ainda tem mais, ele nunca deixo um caso de 2005 que provaria a inocencia de Diirceu e Genuino ser admitido no processo r470…. ele fechou o processo e celou. O processo prova que o 500,000 nunca sairam do banco do Brasil, portanto nao teve dinheiro public, e mais a Globo estava implicada, com a visanet.no processo selado por ele.,

  3. Oscar Cardoso De Paula disse:

    Obrigado Ayrton.
    Obrigado Genoíno.

  4. Norma de Mello Massas disse:

    Bem, então cai um “Justiceiro”! Quando cairá o próximo? Porque ninguém do judiciário quer se comportar como um verdadeiro membro do judiciário? Que não deve ser arbitrário, seletivo, partidarista e não entrar na corrupção midiático?
    Norma de Mello Massa

  5. Ednaldo Souza disse:

    Infelizmente no Brasil, nossos heróis são verdadeiros Macunaímas.

  6. Márcia Figueiredo disse:

    Uma das coisas mais cruéis e absurdas foi a prisão de Genoíno, eu até hoje não me conformo com tudo aquilo e agora vem o tempo nos dizer que estávamos certos na nossa indignação. Ainda cabe uma reparação pública e definitiva a esse grande homem. Obrigada pelo excelente texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s