MD18: brasileiros organizam um movimento na França para denunciar golpe

O MD18 já promoveu duas manifestações em Paris, nos dias 18 e 25 de março, e agora se prepara para um novo ato, dia 31 de março, mesma data marcada para as novas manifestações anti-golpe no Brasil. (Foto: Divulgação)

O MD18 já promoveu duas manifestações em Paris, nos dias 18 e 25 de março, e agora se prepara para um novo ato, dia 31 de março, mesma data marcada para as novas manifestações anti-golpe no Brasil. (Foto: Divulgação)

Um grupo de brasileiros residentes na França criou o Movimento Democrático 18 de Marco (MD18) para denunciar a tentativa de golpe de Estado em curso no Brasil. O MD18 participou das manifestações do último dia 18 de março (data do 145º aniversário da Comuna de Paris), em defesa da legalidade democrática no Brasil. “Um golpe de estado se organiza no Brasil. E se ele for executado, seu estrondo ecoará em todo o mundo. Em nome da democracia, não podemos deixar isso acontecer”, afirma o grupo em sua página na internet. Além de promover manifestações na França, o MD18 pretende “informar a imprensa e a comunidade internacional sobre a real situação pela qual passa o Brasil, denunciando a parcialidade e a partidarização da grande mídia brasileira e oferecendo um ponto de vista alternativo”.

Na avaliação dos organizadores do MD18, a tentativa de golpe contra a presidenta Dilma Rousseff “faz parte de um jogo político-econômico internacional, que ameaça a democracia e os direitos elementares de todos os povos”. Na lógica desse jogo, acrescentam, “a gentrificação, a geração de crises econômicas e o aumento da desigualdade ao redor do planeta são lances desesperados de um sistema global encurralado, em fase terminal”. “É hora de dizer que grandes interesses econômicos estão por trás da desarticulação da democracia brasileira. E que essa estratégia passa pela destruição da reputação (e do valor na bolsa) da Petrobras e consequente perda do seu controle na operação do pré-sal, num contexto de baixa histórica no preço do barril de petróleo”, assinalam ainda.

O MD18 já promoveu duas manifestações em Paris, nos dias 18 e 25 de março, e agora se prepara para um novo ato, dia 31 de março, mesma data marcada para as novas manifestações anti-golpe no Brasil. “É hora de dizer ao mundo que o processo de impeachment de Dilma Roussef é liderado por um parlamentar que é réu em um processo de corrupção. E que 36 membros da comissão julgadora também estão sendo processados por corrupção”, diz o manifesto do grupo, que acrescenta: “É hora de dizer ao mundo que a queda de um governo democraticamente eleito sem que seja provado o crime de responsabilidade pela Presidenta da República é golpe. E que nós não deixaremos ele acontecer. Nós vamos resistir. Não em defesa de um governo, mas em defesa da democracia”.

(*) Publicado originalmente no Sul21

Anúncios

Uma ideia sobre “MD18: brasileiros organizam um movimento na França para denunciar golpe

  1. Ana Margarida arruda Rosemberg

    Sou brasileira e estou passando uma temporada em Paris. Gostaria de participar dos atos contra o golpe no Brasil. Sou medica e historiadora Ana Margarida Arruda Rosemberg

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s