Escola Unidos de Vila Isabel vai celebrar agricultura familiar e homenagear Adão Pretto

Escola carnavalesca Unidos de Vila Isabel vai homenagear Adão Pretto, agricultura familiar e alimentação saudável no carnaval do Porto Seco. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

Escola carnavalesca Unidos de Vila Isabel vai homenagear Adão Pretto, agricultura familiar e alimentação saudável no carnaval do Porto Seco. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

Em abril de 2015, integrantes da Escola de Samba Unidos de Vila Isabel começaram a discutir qual seria o tema da agremiação para o Carnaval de Porto Alegre de 2016. Na época, o presidente da Vila Isabel, Cléber Tavares, viu a notícia de uma pesquisa que apontava que cerca de 70% da alimentação consumida pela população no Brasil é oriunda da agricultura familiar. Surgiu aí a ideia de escolher a agricultura familiar e a alimentação saudável como tema do desfile da escola no ano seguinte. A decisão foi tomada e a representante de Viamão no Grupo Especial de Porto Alegre escolheu falar sobre alimentação saudável e as mãos que plantam e colhem o alimento da terra. O título do enredo é: “Brava gente brasileira: as mãos que alimentam a nação brasileira”.

Principal responsável pela comida que chega às mesas das famílias brasileiras, a agricultura familiar responde por cerca de 70% dos alimentos consumidos em todo o País. O pequeno agricultor ocupa hoje papel decisivo na cadeia produtiva que abastece o mercado brasileiro: mandioca (87%), feijão (70%), carne suína (59%), leite (58%), carne de aves (50%) e milho (46%) são alguns grupos de alimentos com forte presença da agricultura familiar na produção. No Brasil, o setor engloba 4,3 milhões de unidades produtivas (84% do total) e 14 milhões de pessoas ocupadas, o que representa em torno de 74% do total das ocupações distribuídas em 80.250.453 hectares (25% da área total).

“Começamos a carnavalizar essa ideia da agricultura familiar e nos demos conta que, além de ser um tema muito interessante, tínhamos na nossa comunidade um símbolo dessa luta, Adão Pretto”, relata o presidente da escola. Em 1986, quando foi eleito deputado estadual constituinte no Rio Grande do Sul, pelo PT, Adão Pretto, saiu de Miraguaí e mudou-se com a família para a cidade de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre. Durante mais de 20 anos, Adão Pretto viveu junto à comunidade da Unidos de Vila Isabel.

A família ainda mantém laços estreitos com a cidade. Um de seus filhos, Adão Pretto Filho, concorreu à Câmara de Vereadores do município, ficando como suplente da bancada do PT. Outro filho, Edegar Pretto, foi eleito deputado estadual no Rio Grande do Sul e reeleito em 2014. Agora, cerca de 30 anos depois de sua chegada a Viamão, Adão Pretto será lembrado pela sua luta pela agricultura familiar. No dia 13 de janeiro, às 20 horas, juntamente com a apresentação do samba-enredo da escola, será exibido o filme sobre a história de Adão Pretto, na quadra da Unidos da Vila Isabel, em Viamão.

“Vontade é de disputar o título”

Cleber Tavares reconhece que a disputa é dura, mas diz que a vontade da Vila Isabel é de disputar o título do Carnaval de Porto Alegre. A escola tricolor de Viamão desfilará no sambódromo do Complexo Cultural do Porto Seco, na madrugada do dia 6 de fevereiro, com cerca de 1.500 pessoas, 19 alas, quatro carros alegóricos e uma bateria com 180 integrantes. Dois oito quesitos avaliados pelos jurados – samba-enredo, bateria, alegoria, fantasia, casal de mestre-sala e porta-bandeira, harmonia, evolução e enredo -, a escola tem plenas condições de alcançar a nota máxima em cinco delas e de buscar uma ótima nota nas outras três, assinala Cleber Tavares, lembrando que a classificação final dos desfiles de carnaval costuma ser decidida por décimos.

Além de homenagear a trajetória de Adão Pretto, a ideia da Vila Isabel é provocar uma reflexão sobre o tema da qualidade dos alimentos que estamos consumindo hoje. Uma de suas 19 alas terá como tema os agrotóxicos e os prejuízos que podem causar à saúde humana. A luta por uma alimentação de qualidade, sem venenos, será associada à luta mais geral pela Reforma Agrária conduzida pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que vai colaborar com a organização do desfile.

A história de Adão Pretto

Nascido em Coronel Bicaco, em 1945, Adão Pretto cresceu no município vizinho de Miraguaí, na região do Alto Uruguai. Ali iniciou sua trajetória política no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Miraguaí. Participou das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs) e da Comissão Pastoral da Terra (CPT), e foi um dos fundadores do MST no Rio Grande do Sul. Em filiou-se ao PDT e, em 1985, foi para o PT. Em 1986, foi eleito deputado estadual constituinte, um dos primeiros deputados do PT gaúcho. Ainda em 1986, como deputado estadual, presidiu a CPI da Violência no Campo na Assembleia gaúcha para investigar os conflitos entre grandes fazendeiros e trabalhadores rurais. Em 1990 foi eleito deputado federal, sendo reeleito em 1994, 1998, 2002 e 2006.

Como parlamentar, defendeu a agenda da Reforma Agrária e fez oposição às políticas da bancada ruralista na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural. Adão Pretto sempre se destacou na defesa da causa dos movimentos sociais populares, em especial aos ligados as questões do campo como a defesa dos interesses dos pequenos agricultores e da luta do MST.

(*) Publicado originalmente no Sul21.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s