Sartori promete “medidas corajosas”: entre elas, congelamento de concursos e de nomeações

jose-ivo-sartori_-foto_-galileu-oldenburg_-pmdb-rs668

Congelamento de novos concursos e de nomeações de aprovados em concursos já realizados, suspensão do pagamento de dívidas com fornecedores do Estado por 180 dias, cortes de gastos com diárias e viagens: essas são algumas das primeiras medidas do novo governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), que tomou posse nesta quinta-feira, em Porto Alegre. Em seu discurso de posse na Assembleia Legislativa, Sartori anunciou que tomará “medidas corajosas” para enfrentar o problema da dívida do Estado: “O Rio Grande do Sul precisa de medidas corajosas no presente. Essa é a minha missão”, afirmou o novo chefe do Executivo gaúcho, defendendo ainda que o Estado não pode gastar mais do que arrecada. Sartori disse também que cortará “os gastos ruins” para “gastar nas pessoas, especialmente nas que mais precisam”.

Essa linha de ação repete a ideia central do governo de Yeda Cruisus (PSDB), a saber, a política do déficit zero. Essa política implica, entre outras coisas, cortar recursos, suspender concursos e nomeações, diminuir gastos com o custeio da estrutura administrativa e de serviços públicos; enxugar a máquina do Estado; demitir funcionários em cargo de confiança e diminuir secretarias.

Logo que assumiu, em 2007, Yeda determinou um corte linear de 30% nos gastos de custeio de todas as secretarias. Uma medida que teve um impacto negativo direto na qualidade dos serviços públicos oferecidos à população, especialmente nas áreas da educação, saúde e segurança. Na época, a governadora não explicou como era possível ampliar e melhorar a qualidade dos serviços públicos cortando gastos de custeio, uma das medidas fundamentais da chamada política de déficit zero. Sartori também não explica como fará essa mágica, limitando-se a repetir alguns mantras caros aos defensores do Estado mínimo. Pretende economizar recursos, diminuir gastos com o custeio da estrutura administrativa e enxugar a máquina. Tudo isso, segundo ele, para colocar o governo e o Estado a serviço da sociedade.

Historicamente, o que costuma ocorrer quando um governo aplica essas políticas é que os mais prejudicados são justamente aqueles que, supostamente, seriam os principais beneficiados com elas: as pessoas que mais precisam de serviços públicos e do trabalho dos servidores públicos.

Sartori não anunciou se, entre as “medidas corajosas” que tomará no início de seu governo, estará o congelamento do aumento de salário para o governador, vice e secretários, aprovado no final de dezembro na Assembleia Legislativa.

Foto: Divulgação/PMDB-RS

Anúncios

Sobre rsurgente

Jornalista, Porto Alegre (RS), Brasil.
Esse post foi publicado em Política e marcado . Guardar link permanente.

14 respostas para Sartori promete “medidas corajosas”: entre elas, congelamento de concursos e de nomeações

  1. Cleusa Regina Moura disse:

    Como compreender as atitudes de um governante em relação a um Estado que se diz deficitário em relação a área financeira, estando em uma situação como a minha? Tenho 56 anos, fiz oito concursos, passei em sete e até hoje nunca fui nomeada, estou começando o ano desempregada, pois sou contratada do município e meu contrato termina no mês que vem, gastei com (inscrições, cursinho, seminário, firma reconhecida nas certificações, sedex) e hoje o governador vem à público dizer que não vai haver nomeações para garantir as despesas do Estado. Que se dane o Estado, que se dane o Governador… o ano de 2015, será para mim, o ano dos horrores, com muita decepção e sem perspectiva alguma.

  2. Domingos disse:

    …”um museu de grandes novidades”…

  3. Juliano susin disse:

    Quem disse que quantidade é sinal de qualidade?
    Tem mais é q cortar gasto mesmo

  4. Mario disse:

    É uma Yeda de bigode esse tal de Sartori.

  5. Luiz disse:

    Pessoal esse senhor está onde está pelo voto da grande maioria do povo gaúcho! Portanto não adianta nos desesperarmos e sim esperar para ver o que ele fará. Lembrem-se que a Yeda passou, o Rigoto passou e até mesmo o Brito com essas ideias idiotas que só afundaram mais nosso estado,

  6. denis disse:

    as pessoas tem o que merecem.

  7. Cristiano disse:

    Engraçado que verba para aumentar o salario do vice governador e dos deputados tem???? Os reajustes de 74,71% (secretário e vice-governador) e de 55,30% (governador) superam a inflação de janeiro de 2008 a novembro de 2014, que chega a 47,47%. A partir de 1º janeiro de 2015, o governador eleito José Ivo Sartori (PMDB) deverá receber mensalmente a quantia de R$ 26,9 mil, mesmo salário que terão os 55 deputados estaduais a partir de 1º de fevereiro. O vice-governador e os secretários receberão ambos R$ 20,2 mil. engraçado o Sr Sartori falar em cortes, faz assim fica mais digno Sr governador corte os reajustes do seu salario e de todo o seu governo. Segurança publica não se brinca, ninguém está pedindo nada de graça. Fica a pergunta o sr e o seu vice e os seus secretarios e deputados vocês merecem mais?

  8. Este sujeito é o governo que o estado espera,menos servidores nos órgãos para atender a população,menos professores,policiais civis,brigadianos,menas merenda escolar etc…Gostaria de saber em que LEI o governo do estado se baseia para dar calote nos fornecedores,gostaria de ter esta cartilha para usar com os meus credores e congelar IPVA,SEGURO OBRIGATÓRIO,MULTAS DE TRÂNSITO,LUZ, ÁGUA,TELEFONE,JUROS EMBUTIDOS,etc…Porque ele os vereadores,deputados etc abrem mão dos salários e mordomias então eles economizariam bastante para o Estado.Deviam seguir o exemplo do Presidente do URUGUAI.

  9. larissa disse:

    O QUE SERÁ DO NOSSO ESTADO TAMBEM COLOCAM ESSES IDIOTAS QUE NEM SE QUER SABEM ADMINISTRAR UM MUNICIPIO IMAGINE UM ESTADO.INDIGNADA PASSEI EM UM CONCURSO TIVE VARIOS GASTAOS E PRA AJUDAR DESEMPREGADA ESSE RIDICULO VAI ESPERAR VENCER OS MEUS EXAMES PRA CHAMAR AI VOU TER QUE FAZER DE NOVO E GASTAR MAIS UM POUCO POR QUE ELE NÃO CORTA O SALARIO DELE QUE NÃO É POUCO.
    ERA DO POVO SE MANIFESTAR IR PARA AS RUAS POIS ESSA MEDIDA DE POUCO ME AJUDA NÃO VAI ADIANTAR DE NADA ISSO É SO PRA SOBRAR MAIS PRA ELES ROUBAREMM
    FORRAAA MEUU PAIS É O RIO GRANDE

  10. André verli disse:

    O Brito voltou,o Brito voltou, o Brito voltou …

  11. ORACIO CABRAL disse:

    O QUE LEVA O ESTADO A FALÊNCIA NÃO SÃO OS SERVIDORES QUE GANHAN RS1.000 OU 2.000 DE SALARIO E SIM JUIZ ,PROMOTOR,ASSISTENTE DE PROMOTOR E AUDITOR GANHANDO 20.000 ELE TEM QUE COMEÇAR CORTANDO O AUXILIO MORADIA DE RS 4.000 PARA OS JUÍZES E PROMOTORES E TAMBÉM OS ALTOS SALÁRIOS DE RS 30.000/40.000 DE FUNCIONÁRIOS DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA .INFELIZMENTE A CORDA SEMPRE CEDE NO LADO MAIS FRACO…… PALHAÇADA

  12. CRISTIELI DALAN OLECHAK disse:

    E o concurso magistério 2013 o que vai acontecer?

  13. Lucas disse:

    Primeira medida do governo Sartori….. aumentar o seu próprio salário, o do vice e do seu secretariado….
    Segunda medida…. congelar salário dos outros e impedir que demais pessoas possam ter acesso aos seus vencimentos. O quê esperar de um governo deste?

    Vamos aprender a votar!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s