As afinidades eletivas do novo Secretário de Turismo, Esporte e Lazer

juvircostella

O governador eleito José Ivo Sartori anunciou na sexta-feira (26) o nome de Juvir Costella para assumir a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer. As suas afinidades com essas áreas foram explicadas de um modo curioso. Em uma de suas primeiras declarações após o anúncio, Costella afirmou: “Turismo para mim é uma novidade”. Quanto ao Esporte, Costella diz conhecer bem pois é pai de um jogador de futebol. Já o Lazer, disse ele em entrevista à rádio Guaíba, é uma “área de conhecimento compartilhada entre todos, portanto mais fácil de se entender”.

A indicação de Juvir Costella para a Secretaria abriu espaço para Ibsen Pinheiro assumir uma vaga na Assembleia Legislativa. Costella era o primeiro suplente do PMDB na Assembleia e assumiria a vaga com a indicação de Fábio Branco para a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia. Na segunda suplência, estava Maria Helena Sartori que preferiu assumir o posto de “primeira dama do Estado”. Assim, o terceiro suplente, Ibsen Pinheiro, poderá finalmente assumir como deputado.

Costella foi chefe de gabinete do ex-deputado Marco Alba, hoje prefeito de Gravataí. Também foi chefe de gabinete de Marco Alba, quando esse chefiou a Secretaria da Habitação no governo Yeda Crusius. Nos últimos anos, assessorava o deputado Marcio Biolchi, nomeado por Sartori para chefiar a Casa Civil. Ele chegou a aparecer em interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Federal com autorização judicial durante as investigações da Operação Solidária. Os trechos continham conversas suspeitas do então secretário Marco Alba com suspeitos de fraudes em obras públicas do Estado. Nas conversas, eram combinadas a entrega de CDs e de 50 quilos de costela.

No dia 31 de julho deste ano, a 4ª Seção do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) recebeu denúncia contra Marco Alba, acusado pelo Ministério Público Federal nos autos da Operação Solidária. Ele responde pelos crimes de fraude à licitação, corrupção passiva e formação de quadrilha ou bando.

Em 2007, quando foi deflagrada a operação pela Polícia Federal, Alba atuava como secretário estadual de Habitação, Saneamento e Desenvolvimento Urbano do Estado. A pasta é responsável pela Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), na qual teriam ocorrido desvios de verba pública provenientes do Programa de Aceleração de Crescimento do Governo Federal. Segundo o MPF, há fortes indícios de que Alba seria membro do grupo que fraudou licitações conduzidas pela Corsan para execução de obras de saneamento básico na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Anúncios

Sobre rsurgente

Jornalista, Porto Alegre (RS), Brasil.
Esse post foi publicado em Política e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s